a regiao
booked.net
claudio humberto
21.Maio.2022

Procuradoria da Bahia sabia de contrato suspeito

Apesar de o então governador baiano Rui Costa (PT) dar a desculpa esfarrapada à Polícia Federal de não saber que havia pago adiantados R$48 milhões a uma empresa de produtores de maconha, a HempCare, pois não tinha “pleno domínio do inglês”, o contrato passou pelas mãos e recebeu aval da Procuradoria Geral da Bahia. O despacho foi assinado pela procuradora geral Aline Nunes, e é datado em 7 de abril de 2020. Os respiradores, adquiridos a peso de ouro, nunca foram entregues.


Tudo lá

A própria Procuradoria destacou, sem se opor, que a HempCare pretendia o pagamento adiantado pelos respiradores. Barbara Camardelli, procuradora chefe, avalizou a antecipação. Mas foi pior que isso: o pagamento saiu antes mesmo da assinatura do contrato.


Quem manda?

A própria procuradoria afirma que é “um órgão diretamente subordinado ao Governador”, o que sugere submissão às vontades de Rui Costa.


Comércio fundamental

O tipo de empresa mais comum no Brasil é a de comércio varejista de roupas e acessórios: existem 1,02 milhão de CNPJs ativos, das mais de 21,2 milhões de empresas no País, revelam dados da plataforma XTR. Cabelereiros, manicures e pedicures são o segundo maior grupo de atividade econômica das empresas brasileiras ativas. Existem mais de 761 mil em todo o País, segundo dados da plataforma XTR Brasil.


HempCare só tinha 10 meses

A empresa de produtos de maconha HempCare, contratada pelo Consórcio Nordeste por meio do governo da Bahia para fornecer 300 respiradores durante a pandemia, não chegou a completar um ano de criação quando fechou o negócio de R$48 milhões pagos por Rui Costa (PT). Tudo sem licitação. E sem entregar a mercadoria. A empresa e o petista são investigados pela Polícia Federal. A HempCare foi registrada em junho de 2019 e apenas dez meses depois fez o “negócio da China”.


Pra lá de suspeito

A empresa que vende produtos à base de maconha recebeu os R$48 milhões antes de assinar o contrato, como nunca na história deste País. No registro da HempCare, o endereço em apartamento em condomínio residencial do Morumbi com muitos luxos e nenhum comércio.


Brasil abriu 835 mil empresas no 1º trimestre

O Brasil tem motivos para comemorar: foram abertas 835.037 empresas no País, entre 1º de janeiro e 31 de março, segundo dados atualizados da plataforma XTR Brasil. Só o estado de São Paulo, a “locomotiva” da economia brasileira, é responsável por 29,9% (243,7 mil) das novas empresas em atividade, seguido por Minas Gerais, com 87.523 (10,7%), e o Rio de Janeiro, onde foram abertas 70 mil empresas (8,6%).


Propaganda disfarçada

Tem plataforma de checagem que rasgou a máscara: dedicadas a desmentir governistas, agora, a pretexto de desmentir posts irrelevantes, destacam “feitos” do governo Lula. Parece até propaganda eleitoral.


Violência caiu

Em 2017, o Sistema Nacional de Armas da Polícia Federal contabilizava 638 mil registros de armas ativos. O número dobrou para 1,28 milhão até 2021. E os números da violência caíram.


Mercado vital

A Apas Show não serviu só de palanque para o presidente Bolsonaro, mas revelou que foram abertos mais de 20 mil supermercados e gerados 590 mil empregos em 2021, apenas no estado de São Paulo.


Pedro Simon: ‘Lula deveria estar na cadeia’

O ex-senador Pedro Simon (RS), fundador do MDB, continua com a coragem que marcou sua atuação por 32 anos só no Senado. Sua entrevista, no último fim de semana, à honrosa exceção do Estadão, que a publicou, passou ao largo das repercussões. “Lula deveria estar na cadeia”, afirmou sobre o petista acusado de chefiar a quadrilha que promoveu roubo bilionário nos cofres públicos. Mas sua ira santa se dirigiu também lulistas do MDB como o senador Renan Calheiros (AL).


Identificados

Simon acusou os lulistas Renan e Eunício Oliveira (CE) de integrar o grupo “identificado com a Operação Lava Jato”. “Está provado e reconhecido”, diz ele, “embora os processos não andem porque o Supremo Tribunal Federal deixou na gaveta”.


Mortes violentas caíram 10% em SP

Dados do primeiro trimestre de 2022 revelam queda de 10% nas mortes violentas, no Estado de São Paulo, comparadas ao mesmo período de 2020, antes do início da pandemia. O resultado corrobora a tendência nacional da queda na violência, apontado pelo Mapa da Violência, em fevereiro, que registrou uma diminuição de 7% nos assassinatos em todo o Brasil, em 2021: o menor patamar da série histórica, desde 2007.


Direto, sem papas

Destaque para a frase do presidente Jair Bolsonaro, na Apas, que arrancou gargalhadas: “Não devemos medir palavras para defender o Brasil. Ficam de frescura, ‘ele fala palavrão’. Então vota naqueles do passado, que falavam bonito e ferravam vocês”.


Pensando bem...

...casamento com festa de arromba em plena quarta-feira é para quem não trabalha mesmo.


Governos de esquerda têm mais desemprego

A divulgação da Pesquisa Nacional por Amostra Domiciliar Contínua (PNAD) mostrou que o desemprego no Brasil continua em 11,1%, mas confirmou a disparidade entre os estados. A Bahia, governada pelo PT há 16 anos, tem o pior nível de desemprego (17,6%), seguido de perto por Pernambuco (17%), que é comandado pelo PSB por igual período. O Maranhão, que esteve nas mãos do PCdoB, está entre os piores níveis de desalentados, empregados com carteira assinada e de informalidade.



:: Poder sem pudor


Não é a mamãe

Carlos Lacerda fazia mais um demolidor discurso, na Câmara dos Deputados, contra o “mar de lama” do governo Getúlio Vargas. A deputada Ivete Vargas, sobrinha do presidente, pedia – em vão – um aparte.

Cansada da insistência e muito irritada, Ivete perdeu a paciência: “F.D.P!”, xingou ao microfone.

Lacerda respondeu na bucha, arrancando gargalhadas do plenário: “Vossa Excelência é muito nova para ser minha mãe!”


# Coluna do jornalista Cláudio Humberto, do Diário do Poder

Muito esforço foi feito para produzir estas notícias. Faça uma doação para repor nossas energias. Qualquer valor é bem vindo. Pode ser via Bradesco, ag 0239, cc 62.947-2, em nome de A Região Editora Ltda, ou pelos botões abaixo para cartão e recorrentes.

     


morena fm

 

#claudiohumberto #opiniao #brasilia #politica #claudio_humberto