a regiao
booked.net
malha fina

21.Maio.2022

Maior enrolador da história

Sempre que é criticado, o ditador Ruim Costa responde dizendo que fez "o maior investimento da história em..." A gente só quer saber no bolso de quem esse dinheiro foi investido. Porque a Educação é a pior do país e o estado é líder em analfabetismo.

Rui e Wagner, "genocidas"

A Bahia dos 16 anos do PT fez "o maior investimento da história" mas é líder em homicídios e desemprego. Só na área da segurança a incompetência petista gerou 76 mil baianos assassinados. É equivalente à população de Itapetinga. Um genocídio, como diria o PT.

Não tem remédio pra isso

Deu mal pra Clóvis Almeida em Canavieiras. Depois de condenado pelo TCM por causa das malandragens nas contas de 2018, a Câmara seguiu o tribunal, rejeitou as contas e tornou o prefeito inelegível. Se já era tido como "doido", imagine sem poder se eleger.

Shrek na Ilha da Fantasia

farquaard A chapa de Lord Farquaad para governador e Tatoo para o Senado tem tudo para vencer as eleições ainda no primeiro turno. Se tiver segundo, deve ser com o Romano, porque Fulano de Tal não tem votos nem dentro do seu partido, o infame Perda Total.


Nome mais adequado

Quem deu esse apelido foi uma eleitora, Raquel da Bahia, cansada da Bahia ser recordista de desemprego, de analfabetismo, de criminalidade, de ter a pior educação do país enquanto a gente paga um dos maiores ICMS do Brasil. A gente perde tudo, ganha nada.

Faltou na aula de matemática

Na ânsia de bajular e puxar o saco do ditador Ruim Costa, o presidente da Câmara de Ilhéus, Jêba Moraes, afirmou que a mini-estrada de 18km construída por ele "vai encurtar o tempo de viagem entre as duas cidades". Só se for por mágica, porque a distância é igual.

Nem Itabuna, nem Ilhéus

Talvez Jêba Moraes esteja considerando que Itabuna fica no Cidadelle (que na verdade fica em Ilhéus) e Ilhéus no Banco da Vitória, já que a mini-estrada só liga estes dois lugares. Quando chegar ao Banco da Vitória, vai misturar seu trãnsito com o da BR-415 e engarrafar tudo.

Falam muito, falam muito...

O casamento milionário do ex-presidiário que nunca foi inocentado Lula teve duas ausências que só foram surpresa para quem acredita na balela dos dois: o "compadre de Lula" Gelado Limões, talvez porque já esteja morto; e Ruim Costa, que se acha "liderança".

Teto de vidro dá nisso

A crítica de ACM Neto ao ditador Ruim Costa, por perseguir prefeitos que não aceitam votar em Fulano de Tal (PT) para governador, não passou despercebida por João Roma. “É o sujo falando do mal lavado”, disparou, lembrando atitude parecida de Neto.

Jogando pedra na janela

João Roma, que também é candidato a governador da Bahia com apoio do Presidente Bolsonaro, lembrou que, há pouco tempo, servidores da prefeitura de Salvador que curtiam seus posts no Twitter também eram ameaçados e constrangidos.

Mudança de 360 graus

A "reforma" administrativa de Marão em Ilhéus parece aquela de apenas mudar os móveis de lugar. Só um "móvel" veio de fora. O resto levou sua ineficiência de uma pasta para outra e Papa Bento continua mandando em tudo. Só mudou de altar.

Pagando sem saber o que

Pelo menos uma mudança fez sentido, a troca do comendo da Comunicação, mal vista pela mídia regional. Até hoje tem blog com banner da Prefeitura referente à vacinação no... verão. Claro que ele pode estar adiantando a vacinação do próximo verão...

Destruindo o São João

O Governo do Estado devia ser o primeiro a defender a tradição do São João da Bahia, contratando só artistas de forró, xote e baião. Mas ajuda a transformar o São João numa festa de camisa qualquer ao bancar sertanejo, axé, brega e até inventar um "samba junino".

Perdeu a identidade

O que Pablo, Thiago Aquino, Bell Marques ou Solange Almeida têm a ver com uma festa dedicada ao ritmo de Gonzagão? Absolutamente nada. O São João se tornou a maior festa da Bahia por manter a tradição. Hoje, vira "qualquer coisa" com apoio do estado.

Secretaria da Maconha

mandarinho Não foi a toa que o ditador Ruim Costa (PT) proibiu o secretário de Insegurança de dar declarações sobre o assassinato de três PMs em Salvador. Ricardo Mandarino afirmou que tem amigos "que fumam maconha todos os dias", para, diz ele, "dar uma relaxada".


Protegendo criminosos?

Considerando que fumar maconha ainda é crime e que Mandarino é o suposto chefe da Insegurança Pública, devia dar o exemplo mandando prender seus amigos maconheiros. Mas há poucos meses defendeu a liberação das drogas para "combater as facções"...

Agora está fazendo sentido

Aliás, depois que o secretário de Insegurança defendeu a maconha a gente entende melhor porque Ruim Costa contratou uma empresa de maconha para fingir que comprava respiradores. Ele pagou antes de assinar o contrato e diz não lembrar disso. Tinha fumado?

Coachando na lagoa errada

Para defender seu omisso cacique Deiuvidissom Magalhufas, que não fez praticamente nada por Itabuna desde que assumiu o esporte no Estado, o cururu Wense Junior foi chiar na lagoa. Atacou Guinho, que fez um ótimo trabalho na secretaria de Esportes local.

Omissão comunista é longa

Tudo porque Guinho falou o óbvio ululante: que as únicas duas obras do Estado em Itabuna andam a passos de cágado. Podia acrescentar o abandono do estádio, a falta de política para o setor, a ausência e omissão na tragédia da enchente, etc. Dá um livro.

Só sai quando tem Copa

Wense, que não apareceu em Itabuna nos últimos quatro anos, pendurado numa teta da Bahiagás conseguida por seu cacique, agora sai na rua todo dia para pedir o voto de quem ignorou durante esse tempo. Nem na enchente ele veio. Ficou no ar-condicionado da capital.

Má notícia pro anônimo

O candidato do PT a governador, Fulano de Tal, vai ter muita dificuldade no sul da Bahia. Em Itabuna o partido é liderado por um defunto, em Ilhéus por gente que já tentou aderir a todo mundo, de Jabes a Valderico, passando por Newton Lima e até Marão Xandão.

Faz o que mesmo?

Entre os barrados no baile do casamento do ex-presidiário, teve gente lembrando de Otto "fake ortopedista" Alencar e até de Fulano de Tal, candidato do PT a governador. Mas esse já era esperado, já que Lula não sabe quem ele é. Só é conhecido até a esquina.

Gozação tamanho G

A galera anda ironizando a propaganda do governo do estado de "obra tamanho G". Já tem "desemprego tamanho G", "violência tamanho G", "pobreza tamanho G", "analfabetismo tamanho G". Só falta agora a inevitável "derrota tamanho G" em outubro.

O fim da paciência

O desprezo do prefeito de Ilhéus com os distritos é antigo e conhecido, mas a paciência da população (e dos eleitores) acabou. Virou rotina eles fecharem as estradas em protesto, como na terça, na BA-262, que liga a cidade a Uruçuca. Bloquearam com paus e pedras.

Marão não usa ônibus

O motivo é o mesmo de outros distritos: a estrada quase intransitável, buracos, lama, e falta de transporte público nos finais de semana e feriados. Nesses dias, o morador é condenado a ficar ilhado. Marão não liga. A farra dele está garantida na cidade.

Prefeito só no asfalto

Moradores de lugares esquecidos por Marão e Soane, como Banco do Pedro, Castelo Novo, Acuípe, Santana, Sapucaeira, Novo Ilhéus e Lagoa Encantada não sabem o que é um prefeito há muitos anos. Ela não sabe nem onde ficam. Ele só pisa lá em campanha.

Muito esforço foi feito para produzir estas malhas. Se gostou, faça uma doação para que a gente possa continuar publicando. Qualquer valor é bem vindo.

     


voz do brasil