a regiao
booked.net

21.Julho.2021
a morte do pes


Konami anunciou a morte do PES


Depois de esperar 2 anos por um PES com os gráficos incríveis da nova engine, por uma Master League melhorada e turbinada, por um Rumo ao Estrelato decente e envolvente, fãs do game no mundo inteiro derramaram criticas, lamentos e raiva pela internet na quarta-feira, 21 de julho de 2021, a data da morte da franquia.

Na apresentação do trailer, a Konami fala em "Overhauled graphics, animations and gameplay signal a new era of virtual football". Traduzindo: "gráficos, animações e modo de jogar revisados sinalizam uma nova era no futebol virtual". Destaque para o "virtual".

O trailer anunciando o PES "revolucionário" decepcionou não 90%, mas 100% dos usuários. A Konami começou o festival de erros tirando PES do nome, deixando só e-Football. Foi uma estupidez de marketing surpreendente, seguida de uma logomarca saída do século passado que parece ser de um velho game de tiro do Rambo, não de futebol.

Todo o visual do trailer parece ter sido construído por alunos de uma escola infantil, principalmente o quadro que aparece no final, poluído, confuso, ineficiente. Mas a maior raiva dos usuários não é com a burrice de marketing ou baixa qualidade de criação do vídeo.

A maior decepção dos amantes do PES vem dos novos gráficos. A Konami prometeu que eles seriam incríveis, que seriam revolucionários com a Unreal Engine. Mas entregou gráficos iguais aos da versão mobile, muito inferiores aos do PES 2021, a versão atual. Até os abraços entre os jogadores voltaram a ter "braços de boneco".

Talvez os gráficos de mobile sejam até propositais. A Konami cita que quer entregar a mesma experiência em todas as plataformas. O problema é nivelar por baixo e impor a dos celulares aos consoles. O diretor Adam Batti passou dois anos falando da incrível revolução que a nova engine traria e das maravilhas da nova ML.

E aí está o pior do anúncio da Konami. Pelo o que se entende do trailer, PES 22 não terá modo offline nem Master League, somente modos online. É o fim da franquia para milhões de amantes do PES que priorizavam ou até só jogavam a Master League, como, aliás, eu mesmo.

O modo é o mais próximo de uma simulação da realidade, com liberdade para tentar comprar qualquer jogador, impor sua filosofia tática, criar estratégias, usar o jogador onde quiser, controlar a compra e venda de atletas. Sem bolinha, sem sorteio, sem coins. Um modo apaixonante que poderia ser ainda melhor com alguns ajustes.

Mas a Konami resolveu matar a Master League e, com ela, o próprio jogo. Ela não vai conseguir competir nem vencer o Fifa nos modos online e deixou o concorrente como única alternativa para quem gosta de jogar offline. Não é o meu caso, porque não consigo gostar do Fifa nem com uma arma na cabeça.

A solução para mim e para milhões de pesseiros será continuar jogando o PES 21, aplicando Option Files a cada nova temporada, mantendo vivo o jogo que conquistou tanta gente ao redor do planeta. Se voce acha que estou exagerando, leia os comentários no video do trailer no YouTube. Uma amostra:

"Konami, pelo amor de Deus, cadê aqueles gráficos divulgados anteriormente? Diz que isso é uma pegadinha, por favor..." (Notag). "R.I.P PES! Nova geração e os caras vem com gráfico de mobile. O pior PES de todos os tempos". (Ataídes Master). Por sinal, "R.I.P" foi o comentário predominante. Veja mais:

"In the end we wait for two years: better graphics, better gameplay, more dynamic master league, a more unprecedented become a legend…. but after two years we received what we didn't ask for: A mobile PES on all platforms." (Bruno Loghard)

"Thanks for the memories Konami. PES is officially dead!" (Telmo Oliveira). "We didn’t support konami and wait them for 2 years to see this garbage . We are done" (Abdallah Al Sefyani). E a reação do Edu Suliano, principal referência do PES com seu blog Webrothers (.com.br).

"Estou de luto, ainda estou na fase da negação. A Konami matou o nosso amado Winnin Eleven com tons de crueldade. Matou a facadas e o esquartejou. O Rei não voltou, ele foi morto no melhor estilo "Casamento Vermelho" do Game of Thrones".

"Pode parecer bobeira, mas sou um marmanjo de 40 anos com vontade de chorar, como se alguém da minha família tivesse partido. O PES me acompanha desde a minha adolescência, esteve presente nos melhores e piores momentos da minha vida. Me restam as boas lembranças".

 

Coluna de Marcel Leal, apaixonado por PES desde o 2011


Muito esforço foi feito para produzir estas notícias. Faça uma doação para repor nossas energias. Qualquer valor é bem vindo. Pode ser via Bradesco, ag 0239, cc 62.947-2, em nome de A Regiçao Editora Ltda, ou pelos botões abaixo para cartão e recorrentes.

     


morena fm 98